Marcado: Cultura MS

Imaginário Maracangalha participa do XII Encontro Nacional de Teatro de Rua em Brasília

Embarque Maracangalha

Imaginário Maracangalha participa do XII Encontro Nacional de Teatro de Rua

Evento começa amanhã e vai até dia 3 em Brasília/DF

É com muita alegria que o Teatro Imaginário Maracangalha anuncia a sua participação no XII Encontro da Rede Brasileira de Teatro de Rua em Taguatinga/DF. A trupe embarcou na manhã desta quarta-feira para representar Mato Grosso do Sul na vertente arte de rua. O encontro acontece de 28 de fevereiro a 3 de março e renderá, além de mesas redondas, palestras, discussões, apresentações culturais, uma reunião com a Ministra da Cultura, Marta Suplicy.

Os atores Camilah Brito, Kassia Rosa, Alê Moura, Moreno Mourão, Renderson Valentin, Pietro Falcão, Lidiane Lima e Fran Corona acompanharam o diretor do grupo, Fernando Cruz na jornada. “Estamos contentes em poder representar o estado e fortalecer o cenário da arte de rua afora, além de dialogar a estética, dramaturgia e políticas públicas para o teatro de rua, que tem se sobressaído cada vez mais”, pontua Cruz. O diretor musical Jonas Feliz acompanha o Maracangalha nessa missão.

Vale lembrar que o TIM foi convidado a participar da XI Mostra Latino Americana de Teatro de Rua, que acontecerá em abril deste ano na cidade de São Paulo.

O GRUPO

Na ativa desde 2006, o grupo Teatro Imaginário Maracangalha investe na arte de rua em si. É formado por atores com experiência em diferentes linguagens e tem como carro chefe, os cortejos rua afora.

Por opção estética trabalha a pesquisa em teatro de rua e espaços não convencionais, para encenação numa perspectiva crítica e provocadora, com isso amplia o conceito de acesso as artes cênicas, circulando por ambientes que independem da caixa cênica tradicional para compartilhar conteúdo e arte.

RBTR

Criada em março de 2007, em Salvador/BA, a Rede Brasileira de Teatro de Rua – RBTR é um espaço de articulação física e virtual de organização horizontal, sem hierarquia, democrático e inclusivo. Tem na rede virtual sua maior fonte de articulação e conta também com os encontros presenciais onde são retiradas as suas deliberações e metas de ação.

Encontre o Maraca nas Redes Sociais

Blog > http://imaginariomaracangalha.blogspot.com.br/p/sobre-o-grupo.html

Facebook > https://www.facebook.com/imaginario.maracangalha

ENCONTRO TEATRO DE RUA

Anúncios

Vem aí….Sarobá Mato lá, Mato cá

O Teatro Imaginário Maracangalha orgulhosamente apresenta:

Sarobá – Mato Lá Mato Cá

 

Acontece na próxima sexta (09) e sábado (10) mais uma edição do Sarobá, coletivo organizado pela trupe do Teatro Imaginário Maracangalha a cada dois meses. Desta vez, a edição especial está sendo nomeada como SAROBÁ – MATO LÁ, MATO CÁ. Por ter como objetivo, fazer um resgate de locais históricos da nossa Cidade Morena, esta edição será sediada na antiga Rodoviária, na rua Barão do Rio Branco, Bairro Amambaí e reúne uma programação recheada de novidades e empenhada na valorização da arte nos dois hemisférios regionais, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

Como de praxe, um dia antes do encontro cultural, acontece o famoso Seminário, que para esta edição tem como tema: “Onde os matos se encontram”, que faz um aparato do que foi a arte de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, a partir da década de 60. Os pesquisadores Paulo Carvalho (Coxim/MS) e Eduardo Ferreira (Cuiabá/MT) serão os intermediadores do seminário, que começa a partir das 18h na sede do Maracangalha – Rua Julio Ditmar, n 26 – Bairro São Francisco. A programação do Sarobá pode ser conferida na integra abaixo do texto.

“Vale contextualizar que a rodoviária antiga é um dos ‘fuxicos’ dessa imensa colcha que é a região central de Campo Grande e toda a cidade; o Sarobá tem, entre outras funções, a de ir alinhavando as ‘células-fuxico’ dessa imensa peça chamada cultura nossa”, avalia o sarobense amigo e parceiro do coletivo, professor Edson Silva.

Para o diretor do TIM, o ator Fernando Cruz, a rodoviária é um ponto máster da nossa Capital, e sediar o Sarobá lá, será de extrema importância para o resgate do que foi e do que ela se tornou para todos que por lá passaram e que até hoje vivem do comércio local. “A rodoviária é lugar de chegada e partida, de alegria e tristeza, de risos e choros, de despedida e acolhida, tem muita esperança por lá e agregar essa essência ao Sarobá é de muito valor para a construção em si”, reflete.

SERVIÇO

Sarobá – Mato lá, Mato cá

Sexta-Feira (09/11) – Seminário “Onde os matos se encontram”- sede do TIM – Rua Julio Ditmar, n26 – Bairro São Francisco – a partir das 18h30

Sábado (10/11) – Programação Cultural na antiga Rodoviária a partir das 17h

CONTATO PARA IMPRENSA

Fernando Cruz – diretor TIM – (67) 9250-9336

Programação Sarobá  mato lá, mato cá

17hs                Início-

  Lenilde Ramos e Altair Santos

Especial Dança do Ventre

Maria Mulata

Cortejo Maracangalha e Performance Ana Amélia Marimon (MT)

Calçada (apresentação do pessoal do Skate) e Otávio Egami

Igrejinha

Bossa que Samba e Vinil Moraes (Participação especial)

Dançurbana

Lutano

Geraldo Ribeiro – Geraldão

Os viralata (MT)

Brasa Comunicação

Jornalista Carol Alencar

(67) 3211-4914 -9947-6361

www.brasacomunicacao.com.br